terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Julieta Fournier [5]

Veja os episodios anteriores clicando AQUI.

Eu nunca pensei que um dia a minha amizade com a Gabi acabaria. A ideia por si so me causava arrepios. Eu costumava acreditar que amizades verdadeiras eram fortes e que duravam para –quase- todo o sempre mas estava começando a duvidar do meu pensamento.
Encontrei a Gabi no corredor assim que cheguei na escola. Assim que a vi sai correndo em sua direção para contar sobre a noite anterior e perguntar se alguma coisa tinha acontecido, mas assim que ela me viu ao invés de sorrir e me esperar como de costume, ela virou-se de costas e caminhou para algum outro lugar. Na aula ela fez questão de sentar longe de mim.

Pude ver claramente que o problema era comigo e não com ela quando a vi conversando naturalmente com as outras meninas. Naquela hora eu não sabia se sentia raiva ou tristeza. Porque ela –e a mãe dela- estava fazendo isso comigo? Se tem uma coisa que me da raiva é briga gratuita, até ontem de manhã eu e ela eramos melhores amigas e nada tinha acontecido desde então. Ela estava me ignorando a toa, sem motivo algum.
Eu já estava pensando em cortar amizade com ela quando ela veio falar comigo na hora da saida “Me desculpa. Eu sei que é estranho mas é melhor a gente parar de se falar.” Fiquei sem reação. So depois que ela já estava dentro do carro que eu pude gritar de volta “é melhor mesmo Gabriela”. É claro que o meu ridiculo e inutil grito não chegou aos ouvidos dela. E é claro também que aquilo era uma mentira, gritei por impulso, eu não conseguia passar um dia sequer sem falar com ela. Aquele dia estava sendo uma tortura.
Cheguei em casa chorando e fui direto para o banho me acalmar. Tranquei a porta do banheiro e mamãe chegou logo em seguida.
-Julie, querida, você já chegou? –perguntou mamãe enquando guardava suas coisas.
Engoli o choro e gritei do banheiro: “estou no banho”. Liguei o chuveiro imediatamente, não queria que mamãe me perguntasse qualquer outra coisa, no momento eu precisava me acalmar.

2 comentários:

  1. Ai que texto legal... Adorei, vou ler os outros pra entender melhor a história, rsrs... mas vc escreve de uma forma muito forte, que da vontade de ler mais e mais... Meu parabéns...

    Beijos
    http://tchutchando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Carol. é você vai entender bem mais quando ler o resto, espero que goste da web. Obrigada pelo elogio, de verdade!
    Beijos

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Tem algo para compartilhar? Sinta-se à vontade. Vou adorar saber o que passou na sua cabeça enquanto você lia esse post.