terça-feira, 29 de novembro de 2011

A dor de sermos nós

 Às vezes dói falar sobre nós mesmos.  Dói descobrir quem realmente somos, não porque somos horríveis por dentro, mas pelo simples fato de que o processo de auto conhecimento nos faz pensar sobre nossa essência e o que nos faz sermos nós. Descobrimos coisas novas, coisas que nunca imaginávamos ser. Descobrimos que não somos tudo que pensávamos ser e que somos mais o que não imaginávamos ou queríamos ser. Por que? Porque assim como "de médico e louco todos temos um pouco", de chato, egoísta, medroso, covarde, fútil e daí em diante, todos nós também temos um pouco. Não somos A ou B, somos ABC. Uma mistura de infinitas emocões, pensamentos, traumas e lembranças que juntos, somos nós. E falar sobre todos esses nossos lados que às vezes gostaríamos de manter às escuras, ou pior, aceitar todos esses nossos lados, dói. E muito. Mas mesmo doendo, é um daqueles sofrimentos bons, que depois de sofridos, nos trazem alívio, confiança e bem estar. Basta apenas coragem para poder sofrer antes de não-sofrer.

4 comentários:

  1. Se descobrir as vezes é estranho, você percebe que você é muito mais do que imaginava que realmente era, não é apenas A, é ABCDE, misturas de emoções,lembranças!
    Adorei!
    http://senhoritaliberdade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Sabemos tudo e sabemos nada sobre nós mesmos, estamos sempre em processo de descobrimento, estamos sempre descobrindo que somos muito mais do que pensávamos que éramos e você conseguiu transmitir tudo isso com esse texto lindo.
    Um beijo ;*

    ResponderExcluir
  3. E, como Caio Fernando Abreu escreveu: "Boa sorte aos que ainda tentam. Vejo vocês no fundo do poço." Se conhecer de verdade é difícil porque a verdade te quebra a cara. Ela te bate forte e nem sempre estamos preparados para encara-la. Mas é importante que tentemos, sempre.
    Bjo.

    http://miasodre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Todas vocês entenderam muito bem o que eu quis dizer. Se conhecer é tão difícil, complicado e bom.

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Tem algo para compartilhar? Sinta-se à vontade. Vou adorar saber o que passou na sua cabeça enquanto você lia esse post.