terça-feira, 3 de julho de 2012

Palavras confusas

Sabe aquele sentimento mágico quando você por acaso se depara com um texto e começa a lê-lo como quem não quer nada, mas logo em seguida as palavras te dominam e você se sente maravilhado diante de tantas frases bonitas? Eu queria poder fazer alguém se sentir assim. Admiro tanto aqueles que tem o dom da escrita. Eu gosto de escrever, mas não são raras as vezes que me perco nas palavras. Agora mesmo, está vendo? Eu me perdi. Tenho muitas coisas na cabeça, coisas demais. São tantas palavras desordenadas que eu já nem sei a melhor forma de escrevê-las, se é que devo. Me sinto tão confusa. Me pergunto se alguém entende essa minha confusão, ou pior, se alguém a admira da mesma forma que eu admiro a confusão ou não-confusão de outros tantos autores. 

Por vezes me sinto tão confusa que desisto de escrever, daí a minha freqüente ausência. Mas, passado um tempo, eu desisto de desistir e volto a transcrever para o papel as minhas idéias, mesmo que confusas. Sou como um peixe no mar, que mesmo sem saber para onde ir, continua a nadar. Afinal, um peixe não sobrevive parado, e sem escrever, eu também não sobreviveria. Por isso eu escrevo, mesmo que não emocione ninguém, mesmo que não encante ninguém, mesmo que não seja entendida por ninguém. E se você acha que escrevendo eu esclareço a minha mente, muito pelo contrário, já não disse que me perco na minha confusão? Mas eu não me importo que ninguém entenda, não me importo que as minhas palavras não sejam tão admiradas quanto as de Drummond. Ou talvez eu me importe. Talvez seja por isso que eu continuo escrevendo, na esperança de que alguém também goste das minhas palavras. Quem sabe um dia não me apareça outro louco, maluco, me desejando parabéns?  

"Queria tanto que alguém me amasse por alguma coisa que eu escrevi." Caio F. Abreu


5 comentários:

  1. Foi o q aconteceu cmg, comecei a ler cm qm não quer nd e li até o final ^^ Amei seu texto ! Bjs, Stardolleiras

    ResponderExcluir
  2. Me sinto exatamente igual a você, às vezes penso que sou até meio insignificante no mundo dos autores já que não faço diferença para tanta gente assim... Mas é normal, estamos apenas começando e se aprimorarmos o que gostamos de fazer, talvez possamos nos destacar no futuro, não é? Beijo linda, e persista nas suas ideias e confusões!

    ResponderExcluir
  3. Acho que todo escritor tem confusões iguais as tuas. Eu mesma, estou sempre confusa e me perdendo nas palavras, mas me deixo perder pois assim as palavras vão vindo mais rápido.
    Gosto muito dos teus textos, acompanho este blog quase que desde o começo (aliás, foi uma das grandes motivações para que eu começasse a escrever também!) e, apesar de você se ausentar de vez em quando, sempre vem com textos bonitos e uma escrita maravilhosa.
    Então, não se deixe abalar por as vezes não conseguir escrever o texto desejado ou algo assim, isso acontece com todos os escritoes, eu acho. Estamos só no começo e você tem muito talento!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Eu me sinto como você as vezes, mas no meu caso é mais grave... Não consigo mais dedicar-me nem que seja um pouco, para desabafar coisas que deveriam virar textos.. Gostei muito (: Beijos
    http://primeirapessoa-dosingular.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Seu blog é lindo, muito fofo mesmo*0* parabéns!! Já estou te seguindo amada =))

    Convido voce e suas leitoras a conhecer meu blog

    http://toobege.blogspot.com.br/

    Beijinhoooos ;**

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Tem algo para compartilhar? Sinta-se à vontade. Vou adorar saber o que passou na sua cabeça enquanto você lia esse post.