sexta-feira, 30 de abril de 2010

Paris et Moi - Capitulo 4

Paris et Moi - Capitulo 3

Capitulo 4

Tinha que fingir que isso não tinha acontecido... Eu tentava esquecer a qualquer custo que ela tinha morrido. Voltando para casa, meu único lugar onde poderia pensar mais, entendi o porque de Paris não estar movimentada nesta manhã. A maratona de Paris,  prova atlética disputada anualmente pelas ruas da cidade, estava acontecendo... Milhares de corredores, numa confusão total, passavam por mim... Normalmente, ficaria muito empolgado com a maratona, desde que me conheço por gente, ia vê-la. Mas nessas condições, não estava nem um pouco animado. Cheguei em casa, agora não dava mais para ignorar a morte dela. Minha mãe tinha morrido. Para chegar no meu quarto, sempre passava pelo dela, e excepcionalmente hoje, parei nele. Deitei no lado da cama onde ela dormia, peguei o travesseiro que ela abraçava e chorei. Sentia o seu cheiro, lembrava dela, do modo como dobrava os lençóis, suas roupas e como sempre deixava o armário aberto. Todos os dias, ela ia trabalhar na mesma hora que eu ia para a escola. Minha única saída agora seria procurar meu pai. Mas ainda tinha um problema: não sabia onde meu pai estava. Desde criança, minha mãe era solteira, cuidava de mim muito bem, porém com muito esforço. Como eu faria para achar meu pai? Ele lembraria de mim? Em que lugar desse mundo ele estaria? Essas perguntas me atordoavam demais, até que eu lembrei de uma solução para todas elas: [...]          P.P.

3 comentários:

  1. aa , muito trágico , quase chorei aqui :'(
    mas ta muito boa a história *-*

    ResponderExcluir
  2. Cunha, vc tem futuro na profissão, hein?

    Bora! COntinuaaaaaa!!
    Já roí as unhas de curiosidade!

    ResponderExcluir
  3. Pessoal, obrigado pelos elogios! Estou focado no capitulo 5 ja... Acompanhem!

    P.P.

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Tem algo para compartilhar? Sinta-se à vontade. Vou adorar saber o que passou na sua cabeça enquanto você lia esse post.