segunda-feira, 10 de maio de 2010

Minha querida professora

-Ela é muito chata! Eu O-D-E-I-O ela! Aquela... vaca...idiota. Que saco! - disse Fabi assim que saimos da sala, após a aula da Liliane, professora de História
-Ah, eu concordo, ninguém merece  ela. Fala sério! - concordou Ana
Meus olhos estavam congelados olhando para as plantas do pátio da escola, enquanto eu pensava sobre a Liliane. Ela podia ser um poquinho chata, arrogante e mandona de vez em quando, mas no entando, eu tinha um enorme carinho por ela. Meus pensamentos foram interrompidos pela Ana estalando os dedos em frente aos meus olhos dizendo "Tati? Terra chamando?".
-Ah. Oi. Desculpa. - respondi ainda meio pensativa. Elas pareceram nem ligar e continuaram a andar me levando junto, não sei exatamente sobre o que estavam falando, mas haviam rapidamente mudado de assunto, a Ana e a Fabi não gostavam de falar sobre aulas quando não estávamos na aula.
Isso foi na 7ª série, no seguinte, a Liliane não era mais nossa professora, quem nos dava aula agora era um tal de Fernando, ele explicava muito bem, não posso negar, mas eu não gostava nem um pouco dele, diferentemente da Liliane. Um certo dia, estava indo pegar uma inrformação com minha orientadora e deparei-me com a Liliane.
-Profesoraaaa!!! Que saudade de você! - eu disse já a abraçando
-Oi Tatiana! - ela parecia surpresa comigo - Como você vai?
-Ah, tudo bem, e com você?
-Tudo bem também. -respondeu rindo
-Nossa, professora, eu estou com tanta saudade de você. Outro dia as meninas estavam falando de você na aula, bateu uma saudade. -repeti dando novamente um abraço. - Sinto muita falta das suas histórias, do jeitinho que você pedia para que eu a Fabi e a Ana fizessemos silêncio em italiano "Calma, per favore". - tentei imitar um sotaque italiano, mas não deu muito certo, como vocês podem imaginar. Liliane se acabou de rir, nos despedimos e voltamos aos nossos rumos. Mas hoje isso tudo é passado, eu continuo tendo um enorme carinho pela Liliane - no seu aniversário eu a presenteei com algumas lembrancinhas da Itália - e reconheço todos os defeitos dela, os quais minhas amigas viviam reclamando.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Tem algo para compartilhar? Sinta-se à vontade. Vou adorar saber o que passou na sua cabeça enquanto você lia esse post.