sábado, 18 de setembro de 2010

Sonho

Eram 23h, Thomas estava prestes a dormir quando seu celular começa a tocar.
Ele: Alô?
Ela : Alô ? Thomas ? Eu... Eu preciso falar algo para você.
Ele: Elizabeth! O que foi meu amor?
Ela: Thomas, eu... Eu estou terminando com você.
Ele: Você esta terminando comigo? Por quê? Eu fiz alguma coisa? Estava tudo tão bem entre nos dois.
Com lagrimas nos olhos do outro lado da minha Elizabeth procura disfarçar a dor em suas palavras e com muita força diz suas ultimas palavras.
Ela: é por isso mesmo Thomas. Estava tudo muito bom, estava repetitivo. Eu preciso de novas aventuras, não aguento ficar parada por muito tempo. Eu vou sair da cidade, vou pegar um trem para Veneza daqui a meia hora então nunca mais nos veremos. Era so isso o que eu tinha para te dizer. Adeus Thomas.
Em seu quarto Thomas ouve um breve silêncio em seguida de um apito e novamente um silêncio, a ligação havia terminado. Ele levanta da cama veste um sobretudo preto, pega as chaves do modesto Clio estacionado na garagem e dirige em direção a estação principal de trens londrina.
Thomas estacionou o carro na primeira vaga que viu e saiu correndo em direção ao terminal 8 onde Elizabeth estava. Procurou-a desesperadamente em cada cabine do terminal quando finalmente, la estava ela sentada no chão da ultima cabine. Ele ergueu-a, abraçou-a forte, beijou-a e por fim a perguntou porque terminara com ele.
Ela: Porque eu te amo demais.
Ele: Desde quando isso é ruim?
Ela: Porque quando eu estou com você, é so você quem existe e ninguém mais, você me tira do eixo, eu pareço estar em outro planeta quando estou ao seu lado. Não parece real, parece um sonho.
Ele: Eu também te amo demais, então vamos viver juntos para sempre nesse sonho porque eu não quero nunca te perder.
Ela: E se um dia acordarmos?
Ele: Então vivemos sonhando acordar na nossa fantasia.
Ela: Mas e se...
Ele: Sshhhh.. Pare de falar. Apenas viva e sinta o amor que você sente por mim e eu sinto por você, esta bem?
Ela fez que sim com a cabeça e então ele a beijou.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Tem algo para compartilhar? Sinta-se à vontade. Vou adorar saber o que passou na sua cabeça enquanto você lia esse post.