sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Vicios


Acordei ainda meio grogue da noite passada, ainda estava usando a mesma blusa xadrez que usei para sair, sentei-não na beira da cama e procurei me  lembrar do que havia acontecido, mas não conseguia me lembrar extamente a ordem dos acontecimentos. Lembro-me de ter saido de casa com Rafael e Tiago, fomos para uma boate e tinham umas garotas. Com muito esforço tinha alguns flashbacks , lembro-me de ter dançado com varias dessas garotas e de ter bebido muito. Recebo uma mensagem da Alice, minha namorada: “Não tente se desculpar. Nunca mais fale comigo. Adeus.”. Tinha medo do que eu havia feito, e agora com a mensagem da Alice eu estava ainda mais assustado, eu havia feito algo horrivel , mas o que foi? Peguei meu celular e liguei para o Tiago.
-Alô? Cara, eu preciso que você me ajude. Eu acabei de receber uma mensagem da Alice, precisa me lembrar do que aconteceu ontem.
-Hã? Alô? –pela sua voz, deduzi que ele tinha acabdo de acordar- Pô cara, relaxa ai.- escutei um barulho de agura corrente, ele provavelmente estava lavando o seu rosto para acordar- Pronto. Cara, a gente foi pra boate, e encontrou as meninas, você parecia bem animadinho. –risos.
-Não ri cara. Isso não é engraçado, a Alice terminou comigo por mensagem!-escutei mais alguns risos disfarçados e desliguei. 
Eu não tinha certeza do que eu tinah feito mas podia imaginar muito bem. Sem conseguir acreditar que eu tinha traido Alice com umas vagabundas quaisquer, fui para o banheiro na esperança de que fosse tudo um sonho. Lavei meu rosto sem sucesso, aquilo não era um sonho  e quando olhei no espelho eu vi meu rosto e já não reconheciEu era um monstro! Como fui capaz de fazer aquilo com a Alice? Eu me sentia péssimo, precisava resolver o problema, mas antes, uma passadinha rapida no bar para um "pequena" dose de whisky.
***
Texto para o Bloinques, 40° ediçao visual e 41° edição musical. Wish me luck!

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Tem algo para compartilhar? Sinta-se à vontade. Vou adorar saber o que passou na sua cabeça enquanto você lia esse post.